domingo, 1 de abril de 2012

Março

Março
não mantém a cor
afunda-se nela
acariciando tonalidades.
Março
perde-se na direcção
dos dias vindouros.
À despedida
veste-se a luz
de eternas memórias.

Graça Arrimar
 

Sem comentários:

Publicar um comentário