segunda-feira, 30 de abril de 2012

Cai a noite nas notas de uma música delicada,
como a seda
que cai pelos ombros desnudos
de uma noite qualquer;
desce o silêncio pelas folhas de um livro
já gasto por olhos ávidos,
como mãos que descem pelo ventre suave
de um leito fresco acabado de fazer;
e cruzam-se olhares cúmplices
que calam qualquer música
ou palavra
que possa ser dita.
O Meu Ser (Cristina Aguiar )
 

Sem comentários:

Publicar um comentário