terça-feira, 6 de março de 2012

"Sonho"

Estas águas azuis
Como o azul do céu imenso
Na calma e no silêncio
Águas em corpo de mulher
No sonho de quem souber
De beleza acetinada
Para sempre amada
Águas do azul do mar
Para sempre sonhar
O sonho e a fantasia
Para cantar a poesia

José António Ribeiro
 

Sem comentários:

Publicar um comentário