sábado, 17 de março de 2012

Duas folhas....


No brotar da seiva da vida,
nasceram na irmandade do verde esperança.
Cresceram no incontável das Luas,
no inumerável do Sol,
nas memórias da chuva,
memorizando o amor,
testemunhando a união.
Duas folhas,
testemunhas de um coito dos enamorados
que na sombra se despiram,
testemunhas da cópula dos passarinhos,
dos herbívoros, carnívoros, repteis e demais viventes.
Duas folhas,
testemunhas de um amor a dois,
na união de um destino,
até um dia…..


Helder Martins
 

Sem comentários:

Publicar um comentário