domingo, 4 de março de 2012

Chuva que chega…

É chuva que cai
- abençoada,
Tanto pedida, assim
constante
(em campos e rios
sedentos)
De enorme bênção
consoladora …
Que molha e rega
- alegre,
Na sua queda, calma e
serena
(como fonte de vida,
plena),
Apaziguadora, de
corações…
De um som ansiado
- musical,
Faz nos alegres, no seu
ritmo
(em visão sorridente
tranquilizadora),
É melodia, para os
sentidos …
Cheiro a alcatrão
- intenso,
Término de incêndios
devastadores
(acalmia de frio, em
contradição),
cheira a terra fresca,
a adolescência…
é chuva que cai
- bem vinda,
Venhas para ficar,
perdures
(contigo chegue a
mudança),
delas, tanto
necessitamos…
É chuva que cai
- felizmente,
Em renovação de
vida
(na natureza e nos
humanos),
em mim e em ti:
tanto(todos) necessitamos!

Luís Gomes Pereira
 

Sem comentários:

Publicar um comentário