sábado, 10 de março de 2012

as gemas, que brotam das árvores despidas, anunciam

vida e flores. delas me cubro, nelas me dispo, nelas

anuncio a renovação da promessa. em cada uma,

me revelo; em cada uma, me anoiteço. e em ti,

adormeço.
Susana Duarte
 

Sem comentários:

Publicar um comentário