domingo, 26 de fevereiro de 2012

Olhando-te …
Esta forte atracão
Leva-me até ti,
És a minha paixão
Gosto mesmo de ti.

Sento-me no areal
E …
Num gesto banal
Sinto …

Sinto o teu cheiro,
Maresia que me encanta
Quando de ti me abeiro
Nessa imensidão tanta.

Tranquilidade e paz
Beleza sem fim,
O teu ondular me faz
Sair de dentro de mim.

Infinita imensidão
Perante o meu olhar,
Enche meu coração
P´ra continuar a pulsar.
Albertina Coelho
 

Sem comentários:

Publicar um comentário