terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

FANTASIA
Dispo-me do preconceito
E visto-me a preceito
Entro na tua fantasia
Saindo da monotonia
Olhas para mim
Atento enfim
Ao meu desfilar
Só para te provocar
A tudo assistes
E não me resistes
E num repente
O momento presente
Deixa de existir
A máscara a cair
Acaba por revelar
O que pretendia ocultar
O meu outro lado
De um Carnaval passado.

 Cristina Russo
 

1 comentário:

  1. Belo jogo de palavras à volta da fantasia...
    Parabéns à autora! :)

    ResponderEliminar