domingo, 5 de fevereiro de 2012

Digo não, ao não...

O vazio- não!
A meia verdade... também não!
A culpa pela metade...não, não e não!
Preferes a paixão ao Amor? ...não!
Preferes então o amor à paixão? 
... Também não!
Eu quero tudo de uma virada,
A mesa repleta dos prazeres mais Mundanos. 
Venha o Caos,
Apague-se-se por um instante que seja a luz da lua, continuarei a abanar a cabeça que não.
Não me tentem vergar,
Deixemos de lado as hipocrisias e pararei nessa hora com a minha convicção.
Quando a verdadeira utopia da palavra se consagrar,
Em mais do que mera negação,
Será a partir desse dia que,
Não mais direi, não ao não!!

Lina Pedro


Sem comentários:

Publicar um comentário