sábado, 12 de maio de 2012

A minha poesia é leve
Como a pena do pavão
Quem assim quiser consegue
Levá-la no coração.

Ela vai para todo o mundo
Com ou sem autorização
Leva um sentimento profundo
Que me sai do coração.

Trazia o coração aos ais
Sem amigos virtuais
Agora ando descansado

Que os amigos virtuais
Sinto que são tão leais
Como os que tenho a meu lado.

Para todos o meu carinho

Abílio Aires

Sem comentários:

Publicar um comentário