domingo, 19 de fevereiro de 2012

Sabes quanto do meu sorriso é desígnio de ti? Sabes quanto das minhas mãos é do teu corpo o movimento? O teu perfume engrandece-me o respirar e o teu amor faz-me ser mais do que o espaço que te aguarda. Hoje dispo-me do sentido das palavras porque sou mais do que tudo aquilo que pode ser dito. Sou seiva, sou rio, sou chuva, sou vento que adormece a terra. Porque sou em ti. Porque sou teu. E no teu abraço, em sintonia com a minha vontade de nele permanecer, sou. Enfim. Ser.

Paulo Nunes

 

1 comentário:

  1. "Porque sou em ti"
    Belíssimo, emotivo...
    Parabéns ao autor :)

    ResponderEliminar