domingo, 19 de fevereiro de 2012

NUDEZ

DESNUDA-ME DESTE CALOR
SENTE A MINHA PELE
GOTEJANDO DE RAIVA 
E AMOR
AS PALAVRAS EM SURDINA
CALADAS COM UM DOCE BEIJO
DE DUAS BOCAS MOLHADAS
SUSSURRANDO SEU DESEJO
COBRE MEU CORPO
COM  TEU OLHAR
COM  TUAS MÃOS
COM TEU CORPO DESNUDADO
TOCA EM MEUS CABELOS
COM TEUS LÁBIOS SEQUIOSOS
QUERO
O TEU OLHAR
A TUA VOZ
A TUA MAO
EM MINHA MAO
QUERO
O TEU SORRISO

Rosa Maria Silva Gomes


1 comentário:

  1. "Desnuda-me deste calor", verso fulcral no poema.
    Parabéns à autora :)

    ResponderEliminar