sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Meu nome é Mulher

Eu sou
A razão do pranto
que habita no teu peito
desde  que o vento da desilusão
expulsou dos teus sonhos , a esperança
e te deixou naufrago
num mar de solidão , que ninguém vê...
- E meu nome é Mulher !

Eu sou
a explosão do teu desespero
quando a tua noite fria e triste
é povoada pelos abutres
que te descarnam o sonho que te guia
e te deixam sem sentidos 
abandonado , na poeira do caminho ..
- E meu nome é Mulher!

Eu sou
a angustia do teu olhar
que parte incerto
palpando um futuro
que tem um sabor amargo
no grito que calas na garganta
na ferida  antiga que não sara
e te atira vagas promessas de sol  e de chuva..
-E meu nome é Mulher !

Eu sou
a  lágrima transparente 
que escorrega no teu rosto
e te acarinha a revolta
quando a verdade
de um mundo imundo
onde o teu sonho não cabe
é um açoite que te fustiga o pensamento
- E meu nome  é Mulher !

Eu
sou o fumo das cinzas
de um sonho que já não te pertence
porque te acobardaste
debaixo do espanto e da nudez que sentiste
Perante  o mundo que esperavas
e não encontraste
E meu nome  é Mulher!

Eu sou
a ilusão que te sabe a sol
nas tardes  cinzentas da vida
sou o cansaço que inventas
perante a indignação que em mim resiste
ao ver tanta dor de parto perdida
na guerra inútil que fazes ao teu irmão
- E meu nome é Mulher!

Eu sou
o poema que toda a criança
leva no olhar quando saúda o sol
Sou o brinquedo que te satisfaz
e que te entedia
mas que gostas de ter 
Porque és animal
E meu destino é ser Mulher!

Mas eu sou também
O teu sonho azul
que esvoaça livre no ar 
e com as cores do arco íris
desenha  no teu horizonte a clara promessa
 de um novo Amanhã ......

Isaura Vieira

Sem comentários:

Publicar um comentário